quarta-feira, 25 de maio de 2011

Dilma veta o Kit Gay e desarticula Garotinho e Bolsonaro

Dois meninos se beijam no material do Kit Gay:
contra a homofobia ou a favor da pedofilia?

Dilma vetou o superpolêmico Kit Gay. Agora, todo o material contra a homofobia será discutido por outros setores da sociedade (além das ONGs que tratam do assunto), como as igrejas católica e evangélicas.

A crise do material surgiu porque os vídeos divulgados pareciam mais focados em incentivar a homossexualidade do que atacar a discriminação sofrida pelos homossexuais.

Reação da sociedade contra o Kit Gay


Garotinho e Bolsonaro perdem o discurso; Willys apela para os direitos humanos.

Em movimentações que lembravam os ataques sofridos pelo PT durante as eleições, Garotinho e Bolsonaro se armavam para ganhar com a crise. Bolsonaro, de repente, se tornou "defensor da família". O mesmo Bolsonaro que já declarou-se a favor da tortura e da Ditadura militar.

Garotinho, santo padroeiro dos corruptos, se esquece de seu passado de condenação por desvio de verba pública, levantava voz contra o MEC em relação ao Kit Gay.

Agora Garotinho e Bolsonaro vão continuar criticando o PT e dizendo que o Governo voltou atrás. O certo mesmo é que perderam o discurso... Na verdade, não esperavam uma ação tão enérgica da Dilma - que cumpriu, com o veto, promessas de campanha.

Jean Willys (deputado e ganhador do Big Brother) criticou Dilma e questionou onde estava a "defesa intransigente dos direitos humanos" propalada pela Presidente.


Dilma x Kit Gay: vence o bom-senso


Dilma cumpre promessa de campanha, ao ouvir católicos e evangélicos

Não há nada de errado em buscar seus direitos. E há tudo de certo em lutar contra qualquer tipo de discriminação. O movimento LGBT deve continuar ativo e denunciar os crimes de homofobia - crimes reais, como os que ocorrem quando os skin heads e outras pessoas sem noção atacam, agridem e até matam seres humanos que optaram por uma vida sexual diferente da imensa maioria.

Gays são realmente discriminados e um trabalho sério contra a homofobia deve ser efetuado nas escolas. Contudo, o material divulgado - como algumas outras ações de ONGs que tratam do assunto - na verdade incentivavam a homossexualidade e promoviam, ainda de forma sutil, uma heterofobia. Em um dos vídeos, um jovem "em dúvida" é aconselhado a assumir a bissexualidade "porque passa a ter o dobro de chances de encontrar sua alma-gêmea".

Por outro lado, dois garotos com menos de dez anos se beijando na boca é tão ofensivo quanto duas garotas - ou um menino e uma menina. Qualquer cena como a reproduzida aqui seria considerada como pedofilia.

Por que o material foi tão ruim? Em vez de adolescentes transsexuais ou crianças se beijando, por que não há alusão às agressões sofridas por pessoas que apenas se declararam homossexuais? Ou as ONGs se mostraram incompetentes ou o problema não existe. Prefiro acreditar na incompetência. O Governo Federal - ao contrário de Sérgio Cabral no caso da Parada Gay e da Passeata da Maconha - demonstrou bom senso e prometeu continuar a construção de uma escola não-homofóbica - mas que respeite o direito da família orientar seus filhos em um assunto tão sério.

Leia mais no Portal Salaibe.

6 comentários:

  1. KIt Gay? Isso é um Kit da pouca vergonha. Direitos Humanos? Esse Jean, com sua arrogância intelectualoide passou dos limites.
    Quem produziu essa barbaridade quanto custou aos cofres públicos, estao rasgando a Biblia Sagrada.
    Querem respeito por suas opções, mas não respeitam quem tenha outras que não concordem com a deles (sou obrigado a aceitar).
    Me diga o que tam haver o fato do Garotinho ter respondido esse ou auele processo, isso o impõe a ter uma tarja na boca permanentemente?
    Ditadura jamais, mas essa Falsa Democracia tb não.
    AlexRep

    ResponderExcluir
  2. Caro Alex,

    espero que você tenha lido a reportagem toda: a Dilma VETOU o Kit Gay.

    Quanto ao Garotinho, ele pode e deve falar o que quiser. Só me referi às suas maracutaias porque, segundo a Bíblia, homossexualidade é tão pecado quanto mentira e corrupção.

    Se o Garotinho se arrepender de seus maus caminhos e confessar publicamente seus pecados com o dinheiro público, certamente suas opiniões serão mais bem aceitas entre os santos.

    Por enquanto, não passa de um pseudofariseu pós-moderno.

    Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  3. Prezados Senhores, política educacional não tem nada que haver com direitos humanos. O Brasil é um País Democrático de Direito. Os costumes das famílias e o direito de intervir na forma do desenvolvimento da personalidade dos seus filhos
    é um direito natural dos pais. Nossos filhos vão para a escola para aprender sobre o mundo da ciência e serem alfabetizados. Quando confiamos nossos filhos ao Governo nào é pra que ele fique ensinando na escola assuntos sobre sexo pois isso é pedofilia sim. Na Net as fotos que aparecem nos vídeos principalmente éssa daí é estímulo~"a pedofilia. Oh policia Federal por qual motivo essas fotos circulam na Net e ninguém faz nada? Deixem nossos filhos em paz! Sexualidade é assunto para sexuólogos, psicólogos e psicanálistas ,e nào professores das escolas. Cada um no seu quadrado! Não misturemos as coisas! Já exitem leis que punem qq tipo de agressão a qualquer indíviduo, e qq outro assunto. Se os direitos sào violados procurems a polícia e o Judiciário vão tomar as providencias. Agora querer impor o que é ilegal no nosso País qq coisa que insinue pedofília e querer que o povo fique quieto, já é demais! Respeito a preferência sexual de qualquer um, mas cada qual no seu quarto sem fazer alarde! Parabéns Dilma o poder executivo cumpriu o seu papel! Agora penso que a polícia Federal deveria investigar quem sào os autores das fotos que aparecem os menores em cenas de pedofília! Viva a Democracia e o respeitos aos custumes naturais do povo do nosso País! Violência não, mas respeito aos nossos filhos sim!

    ResponderExcluir
  4. Prezado Marcos, boa noite.

    Se para deixar bem claro que não estou aqui para defender Garotinho, aliás nunca teve o meu voto para nada.
    Dilma está muito mal assessorada, precisou principalmente o Senador Magno Malta esbravejar, para que essa pouca vergonha, essa estupideza fosse vetada. Quem foi o autor disso, não podemos ficar sem essa resposta.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo,

    seu comentário foi muito pertinente. Pena que vocvê prefeiru fazê-lo anonimamente.

    ResponderExcluir
  6. Alex,

    Legal. A gente se entende, principalmente quando você afirma que a Dilma não está bem assessorada. No caso, refiro-me ao Ministério da Educação.

    Afinal, a Presidente não tem a obrigação de conhecer todo o material didático do MEC, não é verdade?

    E é para isto que servem os parlamentares: para fiscalizar, alertar, cobrar e denunciar. O senador Magno Malta é um político exemplar e um orgulho para a autointitulada "bancada evangélica" - embora eu não goste do nome.

    (Na verdade, o Evangelho não é uma teoria política para ter "bancada".)

    ResponderExcluir