segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Por que a Bíbia condena o Capitalismo?


A condenação bíblica ao Capitalismo não está simplesmente na fala de Jesus "Não se pode servir a Deus e ao dinheiro" (Mateus 6:24b) ou no encontro do Mestre como Jovem Rico (Lucas 18:22). É no Apocalispe que encontramos explicitamente referência ao modo de vida capitalista. No Capítulo 18 o Apóstolo João descreve a queda da Nova Babilônia, a Cidade do Pecado. No entanto, ao lermos sua descrição não encontramos alusão ao sexo fácil ou ao esfacelamento da moral. A cidade condenada é citada como mercadora, onde tudo pode ser comprado. Inclusive "corpos e almas" de homens (Apocalipse 18:12-13).

Essa descrição combina com a definição de Capitalismo como um sistema que transforma tudo em mercadoria. Objetos, direitos, força de trabalho, ideias, ideais, consciência, valores... tudo pode ser comprado e vendido. Diz-se até que "todo homem tem seu preço". Na época em que o Novo Testamento foi escrito, valores como direito de sangue (hereditariedade) eram muito mais fortes do que o comércio. Mas isso não impediu que fôssemos "comprados" por Deus (1 Cor. 6:20). Essa forma de explicar o sacrifício de Cristo e suas consequências parece bem mais adequado à nossa época - assim como o fato de a Cidade do Pecado ser uma grande feira mundial.

E não é à toa. O Capitalismo é selvagem, destruidor, ladrão e dominador. Concentra as riquezas nas mãos de uns poucos, à custa da miséria e da infelicidade de muitos. E não se iluda acreditando que o modelo atual é mais "humano" ou "solidário". A escravidão só foi abolida e o horário de trabalho não é mais 15 horas por dia (como na Revolução Industrial) em virtude da luta de homens e mulheres que ousaram enfrentar o monstro. Ateus, como Marx, religiosos, como Gandhi ou cristãos autênticos, como John Wesley, Luther King e Mandela lutaram, a seu tempo, contra esse que, até o momento, é o pior regime político já inventado pela Humanidade. Não se assuste: o Apartheid sul-africano, o Nazismo alemão, o Liberalismo americano e o Neoliberalismo brasileiro são cabeças da mesma Hidra: atacam os direitos fudamentais dos homens (saúde, educação, moradia...) e pervetem os costumes, para oprimir o povo - que segue acreditando que "pode se dar bem", ainda que economistas e filósofos provem o contrário.

A Igreja, pro sua vez, acaba se corrompendo e criando teologias hereges para se adequar a esse "deus do século". A busca pelas riquezas, o "comer o melhor da terra" e o conceito de prosperidade como bênção são os temperos dessa sopa infernal que, servida ao povo de Dues, o envenena e confunde (Daniel 1:8). Pastores que pregam que "ser pobre é efeito do pecado" podem até acreditar nisso e espalham que Jesus morreu na cruz para que tenhamos as "bênçãos (riquezas) de Abraão". Confunde-se, assim, bênção com bens materiais e honra com dinheiro. Imersos na sua própria ganância e cegueira espiritual, pregam contra os direitos dos trabalhadores, levantam-se contra os programas de inclusão social e defendem, a todo custo, a exploração.

Invenções como a "oferta das primícias" (que deve ser dada diretamente ao Pastor, sem passar pela Tesuraria da Igreja), o "Clube de 1 milhão de almas" (que se propõe a arrecadar um milhão de reais para a "evangelização" através da TV), a Paternidade (que, contrariando a Bíblia, induz os crentes a chamar os pastores de "pai") são alguns dos frutos do casamento da Igreja com o Capitalismo. Os resultados dessas ideias são políticos corruptos e corruptores mantidos pelas igrejas que, à época das eleições, espalham mentiras e boatos para derrotar quem não se compromete com esses líderes. Lembro-me de ter lido no Face de um líder local que "minha luta é contra o PT" e de ter ouvido de algum autodenominado apóstolo (2 Cor. 11:13) que "Garotinho será o Presidente do Brasil". E quem não se incomodou ao ver o Márcio Valadão, ao lado de cantores globais, cantando o gingle do Aécio - que era baseado na "Festa no Gueto", de Ivete Sangalo? Mas tudo bem, afinal a "Somlivre (Globo) toca e você adora", não é mesmo?

Que Deus nos ajude a entender o desastre que o Capitalismo causa na Igreja e no mundo d que possamos, como servos de Deus, a tomar uma atitude em favor da Verdade. Não vamos compactuar com esse evangelho "gospel", de mentira e vergonha. Que o Espírito Santo nos ensine a nos ater á Mensagem da Cruz e pregar a Jesus, nosso único e eterno salvador. E que Jesus nos perdoe por reduzir seu sacrifício e um "cupom" para adquirir as "bênçãos" do Mercado.

CAT de São Pedro da Aldeia já encaminhou - com contratação - mais de 2000 pessoas



O Balcão de Empregos já existia na administração anterior. A equipe da SAGAT (Secretaria de Agricultura,Abastecimento, Trabalho e Renda) recebeu 37 currículos e um cadastro - feito manualmente - de cerca de 50 empresas, mas nenhum registro de quantos contatos foram realizados, nem quantos resultaram na contratação, relativo ao período anterior a 2013.

Desde janeiro de 2013 iniciou-se um trabalho de cadastramento e de encaminhamento ao mercado de trabalho, em duas frentes principais: o Balcão de Empregos e o Programa Jovem Aprendiz. O Balcão atende prioritariamente a quem já atuava no mercado de trabalho e está necessitando relocação. O Jovem Aprendiz atende a jovens que, a partir de 14 anos, buscam seu primeiro emprego. Esse cadastro pretende atender aos programas Jovem Aprendiz, Primeiro Emprego e outros com finalidades semelhantes.
 
Para atender melhor à população, foi inaugurado o Centro de Atendimento ao Trabalhador, que fica próximo à Rodoviária. Nesse local passou a funcionar, também por ação da Prefeitura, a Delegacia Regional do Ministério do Trabalho e Emprego, facilitando a vida de trabalhadores e empregadores - que não precisam mais se deslocar para Cabo Frio para resolver questões trabalhistas.



METAS ESTABELECIDAS E CUMPRIDAS

Estabeleceram-se como METAS o cadastramento de 10.000 pessoas no serviço de encaminhamento ao mercado de trabalho (Banco de Oportunidades) e, destes, o encaminhamento de 2000 pessoas com contratação. O prazo para a execução é dezembro de 2016.

Ainda na metade do prazo,ambas as metas foram superadas. Atualmente, já são 10742 inscritos (7715 no Balcão de Empregos e 3027 no Jovem Aprendiz). Destes, já foram encaminhados e admitidos 2008 pessoas (1812 do Balcão de Empregos e 196 do Jovem Aprendiz).

ACOMPANHAMENTO DAS METAS
 
META 1 -  Cadastrar 8000 registros no Banco de Oportunidades para encaminhamento ao Mercado de Trabalho.




META 2 - Encaminhar, para admissão, 2000 pessoas cadastradas no Banco de Oportunidades.



quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

2014 é recorde na criação de empregos em São Pedro da Aldeia


Com base em dados do Ministério do Trabalho e Emprego (http://www.mte.gov.br), organizamos esse gráfico que demonstra o recorde na criação de empregos em 2014.

O cálculo é criado com base nas informações de movimentação (contratação x demissão) de funcionários em empresas lotadas na cidade. De acordo com o MTE, as empresas aldeenses contrataram 3995 pessoas e demitiram 3448. O saldo, que corresponde à criação de novas vagas, é de 547. Vale ressaltar que esses dados não contêm informações referentes aos meses de novembro e dezembro.

HISTÓRICO DE EMPREGABILIDADE

Ao contrário do que se pode imaginar, São Pedro da Aldeia tem tido, historicamente, balanço positivo na ciração de empregos.  Depois de 2014, o ano melhor foi 2010, coma criação de 445 vagas. O pior ano foi 2012: somente 29 vagas foram criados.

VIZINHOS NÃO VÃO TÃO BEM

Além de São Pedro, estão com saldos positivos em 2014 os Municípios de Saquarema (1011 novas vagas) e Cabo Frio (316 novas vagas). Vão mal na criação de empregos os outros Municípios da região. Todos possuem "saldo negativo", ou seja, fecharam postos de trabalho. Iguaba Grande fechou 77 postos de trabalho; Arraial do Cabo 130 e Araruama 207. O pior desempenho ficou com Armação dos Búzios que fechou 448 vagas. Frisamos que esses dados ainda não estão fechados.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Prefeitura aldeense abre novas turmas do Programa Jovem Aprendiz


A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da secretaria de Agricultura, Abastecimento, Trabalho e Renda,  abriu nesta segunda-feira (17), novas turmas do Programa Jovem Aprendiz. Os cursos de Construtor de Edificações e Eletricista Predial, oferecidos em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) estão capacitando cerca de 80 alunos que passaram por provas de seleção. As aulas são ministradas no Centro de Atendimento ao Trabalhador, localizado na Avenida São Pedro, ao lado da Defesa Civil, com duas turmas nos turnos da manhã e tarde, de 8h às 12h e das 13h às 17h. 

“Os cursos oferecidos no Centro de Atendimento ao Trabalhador (CAT), são boas oportunidade para se capacitar e conseguir um bom emprego. O mercado de trabalho exige que os profissionais estejam preparados. Espero que com esse curso muitas portas se abram e oportunidades cheguem”, disse o estudante Carlos Eduardo Silva. 

Dentre os jovens cadastrados no Balcão de Empregos aldeense, 125 foram contratados como Jovem Aprendiz, cursando as aulas com carteira assinada, e 62 conseguiram o seu primeiro emprego. O "Jovem Aprendiz" é um programa do Governo Federal, que tem como base a Lei Nacional de Aprendizagem e tem o objetivo de incluir o jovem no mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que promove sua qualificação, através de cursos ministrados pelas entidades do Sistema "S".

sábado, 20 de setembro de 2014

Sua casa pode ser Ponto13 de Dilma

A campanha Ponto13 está de volta, depois do sucesso obtido na reeleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. E tem como ideia central que cada simpatizante à reeleição da presidenta petista pode fazer da sua casa um ponto de apoio à campanha da Dilma.

E a casa que integrar essa ação recebe o nome de Ponto13 – um local de distribuição de material de campanha, que pode funcionar também como espaço para discutir as propostas da Dilma, além de servir para reunir amigos e vizinhos para assistirem ao programa eleitoral da Dilma (na TV e internet).

Se você se interessar em criar, ou já criou, o Ponto13 na sua casa, avise o PT. Poste foto na sua rede social com a hashtag #Dilma13PeloBrasil e a opção de localização ativada que o ponto será identificado e terá divulgação no site.
#Dilma13PeloBrasil – Uma campanha de âmbito nacional em um país com as dimensões do Brasil pode revelar surpresas. Cada região, cada estado e cada cidade tem características e formas próprias de manifestar sua preferência e seu apoio político.

A série #Dilma13PeloBrasil tem como objetivo mostrar essas manifestações e acompanhar o que está acontecendo na campanha Brasil afora. Se você quer participar, publique fotos, vídeos com descrição de atos de campanha de que tenha conhecimento com a hashtag #Dilma13PeloBrasil em suas redes sociais e nós buscaremos aqui para publicar. Ou envie por email para linkcomdilma@dilma.com.br.

E é o Rio Grande do Norte que deu a largada no movimento, a ser seguido em outros estados, para recriação dos comitês populares Dilma. Segundo a organização daquele estado, a meta é chegar a dez mil comitês populares, instalados nas casas de apoiadores e lideranças nos 167 municípios do estado. Veja os passos para criar um comitê popular:

01 - Faça contato com um diretório, apoiador ou liderança local (em São Pedro da Aldeia, ligue para 22-26210203 ou mande-me um e-mail;

02 - Liste a casa com nome, endereço, telefone, email e responsável;

03 - Informe à coordenação local;

04 - Marque uma reunião com os apoiadores locais;

05 - Coloque em frente à casa a faixa com DILMA encaminhada pelo comitê – e abasteça o comitê com faixas, cartazes, panfletos e material de campanha que serão enviados pela coordenação.

(Fonte: Márcio Morais, da Agência PT de Notícias)


sábado, 13 de setembro de 2014

A Onda Vermelha em São Pedro da Aldeia

 O PT de São Pedro da Aldeia, com a ajuda de militantes de outras cidades fizeram hoje o AGUTA 13 - que aqui na região está sendo chamada de Onda Vermelha.

São trabalhadores que saem às ruas para defender as candidaturas de DILMA, LINDBERG e dos Deputados do PT.



Banco de Oportunidades: Contratação no terceiro trimestre já é maior que anteriores



O terceiro trimestre nem terminou e já apresentou resultado maior na contratação do que os anteriores. Em julho e agosto foram contratados 318 pessoas. Número superior ao primeiro (161) e segundo (239) trimestres.




Desde sua criação, em Janeiro de 2013, o Banco de Oportunidade, cadastrou 5264 currículos.
484 (9%) foram desligados por falta de contato, 859 (16%) aguardam uma oportunidade, 2528 (48%) foram enviados (mas não tivemos resposta) e 1394 (27%) contratados.

Nesse período, foram atendidas 127 empresas, que ofertaram 1731 vagas em 385 funções diferentes.
Em 2014, as áreas que mais procuraram o Banco de Oportunidades foram o comércio atacadista, as empresas de encaminhamento ao mercado de trabalho e transportes de passageiros.